Como tudo tem um começo, aqui estou iniciando um novo blog voltado para as evoluções que surgirão a partir de hoje. Falarei um bocado de yoga e hábitos saudáveis, coisas da vida, pensamentos, enfim… um pouco de tudo. Acho que é bacana poder mostrar ou partilhar aqueles pequenos detalhes que fazem da vida algo mais gostoso. Os temperos da vida…

Resumo básico do primeiro dia –

Saí do laboratório determinada a compar meu tapetinho de yoga e uma bola. Quero ficar em forma esse ano e voltar a ter mais energia e me sentir melhor comigo mesma. Operei em dezembro do ano passado e desde então não consegui voltar a correr como corria antes. Então é humildade suprema na volta aos exercícios.

Baby steps

Comprei o tapetinho – yay – e a bola – yay² e começei a alongar. Há um mês atrás eu estava ficando realmente boa, mas acabei parando nem lembro o porque. Enfim, fui aos pouquinhos fazendo as posições mais fáceis e que exigem menos dos braços (ainda tenho medo de fazer força sem poder, hehe) e quando me dei conta já havia passado uma hora inteira. Assim, fácil fácil.

Quando acabei o exercício estava bem mais tranquila mentamente e com uma sensação limpa aqui dentro muito agradável.

O bacana do dia, entretanto, não foi só esse detalhezinho. Passei por um bocado de problemas (dos mais variados tipos) nas últimas semanas e meses. Isso acabou afetando um pouco meu humor e nível energético. Sabe aquele dia de batata que você mal consegue sair da cama? Ou aquela tpm surreal onde tudo te irrita ou te dá vontade de chorar? Pois bem, estava assim. Tentei várias coisas, mas ainda sentia algo faltando… eu só queria me livrar do pessimismo e voltar ao meu centro. Voltar a me cuidar… voltar a ser quem eu sou e quem meus amigos e familiares conhecem.

Da semana passada para cá eu melhorei um bocado, mas hoje, particularmente, as coisas mudaram. Tudo tinha algo para dar errado, meu copo de 500mL de mate simplesmente virou da minha mão e me sujou toda e o chão do laboratório também, quase perco uma solução e o experimento por falta de material, mas mesmo assim decidi tomar uma postura mais leve… e não é que no final deu tudo certo??

Eu poderia contar as coisas que andaram acontecendo, mas acho irrelevante nesse momento. Ainda sou um pouco ignorante no yoga (mesmo já tendo praticado no passado), mas acredito que yoga seja um pouco disso… um pouco dessa postura que estou falando. O yoga não é só pegar um tapetinho, fazer os asanas e pronto. Pelo contrário, é algo que deve ser levado para o dia a dia. E é isso que pretendo fazer.

Espero ter bons textos e evoluções para partilhar.

 

Enfim, para um primeiro e corrido post, acho que é só.

Boas vibrações para todos

Namaste

Anúncios