Tags

, , , , , , , , , , , , ,

Saudações galerinha!

Eu fiquei um bom tempo sem aparecer no blog, mas voltei nos últimos tempos com algumas receitinhas deliciosas (algumas ainda não testadas; por enquanto, hehe). Sei que fiquei desmotivada e sem tempo para o blog por um tempo, mas eu sinto falta de postar, de cozinhar, de me curtir e de curtir a vida como eu mesma. Resumindo muito para vocês (pq o objetivo não é o desabafo) eu tive muitos altos e baixos nos últimos anos e quando finalmente me encontrei e fiquei feliz comigo mesma e me senti plena com a minha vida, me mudei para a Alemanha e perdi tudo. Semana após semana, com tantas notícias ruins e tudo dando errado e sem pessoas com quem eu realmente me conectasse, eu fui me perdendo e me afastando de mim. Eu sentia uma falta muito forte de algo na minha vida. Minha vida profissional desandou e eu me vi perdendo meus sonhos e mais sozinha que nunca. Eu sentia como se meu espírito tivesse se quebrado em vários pedacinhos.

IMGL4406

Entretanto, nesse período aprendi muito sobre mim mesma. Também posso dizer que foi me perdendo completamente que acabei me achando. Eu achei minha vocação profissional e pessoal e vou batalhar por ela. Vai me tomar uns 3 anos, mas vai valer super a pena! No entanto, ainda precisava me reconectar comigo mesma, porque algo ainda não me parecia certo aqui dentro.

Sempre tive um sonho bem utópico de um mundo menos violento onde as pessoas são mais honestas e boas e vivem em harmonia entre si, com a natureza e com os animais. Eu não suporto sofrimento alheio, seja de quem ou qual espécie for… eu prezo uma vida mais natural e mais presente… eu prezo uma alimentação saudável… e foi pensando nisso tudo que percebi como estava sendo hipócrita.

“We must be the change we wish to see” – Mahatma Gandhi

Significa que devemos ser a mudança que desejamos ver. Então, sim… eu estava sendo bem hipócrita ao manter meus maus hábitos em todos os setores. Meu lado espiritual havia definhado, eu estava mantendo uma dieta ovolactovegetariana com muitos doces e comidas não saudáveis e abuso de energéticos nos dois últimos dois meses enquanto flertava escondido com o veganismo, minha yoga caiu muito e pequenos problemas de saúde começaram realmente a dar nos nervos. Eu estava detestando a pessoa que havia me tornado… aquela não era eu…

Eu queria e precisava mudar… queria voltar a minha essência e realmente ser a mudança que desejo ver. Pensei muito sobre como fazer essa mudança, porque para mim, ir devagar em transições, não funciona porque eu sempre caio em tentação. É começar uma dieta e não resistir a comer aquela delicinha ou aquele pedaço extra “só hoje”… comigo tem que ser ou vai ou racha (ou algo assim).

Foi então que pesquisei sobre detox e como eu poderia dar uma espécie de reboot pro meu corpo, mente e espírito. Acabei encontrando o chamado Master Cleanse, em português traduzido pobremente como “dieta do limão”. Para mim isso não é dieta… me soa muito como um semi jejum, já que por 10 dias (tem gente que faz por 40 dias) a pessoa só pode tomar uma limoranada especial lá, chá de hortelã caso queira algo diferente, uma limpeza interna matinal com uma solução salina e um chá laxativo de noite para manter os movimentos intestinais diariamente para auxiliar na desintoxicação (e acreditem, faz toda diferença).

Achei a idéia perfeita em vários sentidos. Seria um período para meu corpo descansar o sistema gastrointestinal, eu ficaria longe das tentações e com isso desligaria os maus hábitos alimentares e usaria esse período para um foco mais interno e cuidados comigo mesma e com meu espírito. Uma amiga minha costuma jejuar religiosamente assim como muita gente nesse mundo o faz por diferentes motivos, pois bem, estou fazendo isso espiritualmente.

.:Curando meu universo interior:.

.:Estou curando meu universo interior:. (desenho por Chiara Bautista)

Terminei ontem a noite o 5o dia. E posso dizer que não foi tão difícil ou impossível quanto achei que seria (porque em verdade achei meio fácil, já que não passei exatamente fome), mas também não foi muito fácil no nível mental.

1o dia. Fiquei boba de ver como a lavagem com via solução salina funciona. Adorei… pena que beber aquilo é meio tenso. Mas tento não pensar e mando brasa. O difícil do primeiro dia foi a vontade de comer. Eu sou meio ansiosa e como emocionalmente. Isso é uma das coisas que estou mudando com esse detox. Então, a vontade de comer foi mesmo o pior, até porque na nossa sociedade privilegiada comemos mais do que precisamos. E também pegou para mim o medo de falhar. Eu detesto desistir, me sinto fracassada… detesto perder quando sei que poderia ter sido mais forte e “chegado lá”. Enfiei-me num grupo específico para esse detox no facebook e todo dia converso e posto lá meus medos, duvidas, etc… a galera se apoia e isso me ajudou horrores desde antes de eu começar.

2o dia. Ainda me sentia meio inchada, mas levando em consideração que minha menstruação desceu no primeiro dia não dava para esperar muita coisa. A vontade de comer e o medo de fracassar ainda pegavam, mas assim como no primeiro dia, fiz minhas orações e meditações, tentei um pouco de yoga e de noite precisei ir ao cinema para me distrair porque a ansiedade pegou. No cinema foi engraçado porque me senti meio cachorro. O meu olfato ficou absurdamente mais aguçado…  eu podia sentir o cheio de tudo e todos! Muito louco… Mas consegui superar e o dia 2 acabou sem escorregadas.

3o dia. Foi o dia mais foda no bom sentido! A minha meditação foi surreal de boa. Havia ANOS que eu não conseguia uma meditação daquelas! Até chorei de alegria! Não senti tentação, nem fome, nem ansiedade. Foi um dia tranquilo, com trabalho e uma dor de cabeça forte de noite que uma aspirina em pó bem diluída resolveu rapidinho.

A partir do 3o dia começei a me sentir mais centrada e em paz comigo mesma

A partir do 3o dia começei a me sentir mais centrada e em paz comigo mesma, e bonita mesmo sem maquiagem :p

4o dia. Foi meio como o terceiro dia. Tudo maravilhoso, sem tentações, nem medos, nem nada! De noite no trabalho uma dor de cabeça tão fraquinha que nem reparei quando ela sumiu do nada. Fiz uma boa yoga de noite e uma segunda meditação além da matinal que andei fazendo (isso fará parte da minha nova rotina).

5o dia. Acordei com fome. Acho que foi o dia que tive mais forme e isso foi porque estava meio despreparada. Ir ao mercado comprar mais limões me doeu… porque ver comida, biscoitos e outras coisas, nossa… dava vontade de comer tudo. Mas eu não quero mais ceder dessa forma, quero comer mais conscientemente. No meu facebook eu sigo vários grupos veganos agora e isso está me motivando muito a voltar a cozinhar e curtir esse lado… só que ver aqueles pratos deliciosos tá me tentando muito. Mas mesmo assim estou orgulhosa de dizer que terminei o 5o dia sem grandes problemas.

Me pesando agora em jejum no 6o dia, meu peso caiu em 2Kg (peso atual 61,5kg) e eu quero tentar manter o peso novo com meus novos hábitos saudáveis. Muita gente consegue, então espero que meu corpo se cure e mantenha o peso novo, porque desde que usei o anticoncepcional da última vez que não voltei ao meu peso normal de 57kgs (e não foi falta de exercícios).

Pessoalmente falando, eu me sinto muito mais feliz e firme nos meus propósitos e objetivos. Observei que nos últimos dias me sinto mais bonita, estou me amando mais e me curtindo mais. Andei me dando banhos de banheira quase todos os dias com uma música calma e velas aromáticas acesas… é meu spa de recomeço mesmo! Não estou poupando esforços em me mimar com formas que não sejam relacionadas com comida. Acredito que isso é um excelente modo para quem quer quebrar hábitos como comer emocionalmente.

Nos últimos dias observei que as pessoas estão se aproximando ainda mais de mim. Colegas do trabalho chegam junto para conversar, querem saber de mim, partilham mais sobre eles, etc… vejo isso como um reflexo da mudança que estou sentindo dentro de mim…

“We attract what we are”

Atraímos o que somos verdadeiramente e eu acredito nisso. Não adianta querermos atraír pessoas alegres e de bem nas nossas vidas e mentalizarmos o desejo, se no nosso dia a dia somos pessimitas ao extremo. Exemplo bobo, mas tá valendo.

Então é mais ou menos isso! Vou radicalizar esse blog sempre que der com a minha nova vida e minha verdadeira essência! Vou manter receitas não veganas que valem a pena para quem cute, mas colocarei alternativas veganas em breve. Posts sem fotos em breve terão fotos de quando eu testar ou re-testar as receitas. Sejam mais que bem vindos a comentarem alguma receita ou experiência!

Faltam mais 5 dias (contando com hoje) e me dá um medinho básico de falhar tão pertinho do final, mas irei como fui até agora: um dia de cada vez.

Essa pequena frase serve para praticamente qualquer desafio ou fase ruim em que estivermos. Ela me tira um pouco a ansiedade do futuro. O que é bom, porque é no presente que temos que viver!

E esse é outro ponto: eu não quero somente sobreviver, eu quero é viver mais!

E vamos que vamos! A  parte 2 desse post virá ao final desse meu semi-jejum de detox geral!

A cada dia pequenas mudanças…

Até o próximo post, galerinha! Com certeza receitinhas não testadas serão postadas nesse meio tempo! É com muito orgulho e carinho que termino esse post com um desejo de boas vibrações para todos!

Ciça Takarai

4856-2

Anúncios